Beleza

3 dicas para evitar o dano da Chapinha em seu cabelo

A importância da estética representa grande relevância na imagem de cada pessoa, incluindo o cabelo.

Tanto, que, com o passar do tempo, tornou-se um fator muito mais incidente nas relações sociais.Nesta, o cabelo é primordial.

Dentro da aparência estética de cada pessoa vêm à tona um monte de coisas, e uma das mais marcantes é o cabelo. Por isso, é necessário tomar cuidado, por meio de alternativas que também favorecem as suas condições.

Continuando com o tema da estética, existem muitos acessórios e gadgets para melhorar a aparência do cabelo. Não obstante, nem todas geram resultados positivos sobre a saúde do mesmo.

O imenso ‘paradoxo’

Durante muito tempo, as mulheres têm empregado elementos e componentes para melhorar a aparência do cabelo, mesmo sem importar quão afetada se vê a saúde deste.

Isso, sem dúvida alguma, se pode interpretar como um paradoxo, tendo em conta que se coloca a estética acima do bem-estar.

Alisador de cabelo

alisador de cabelo

Este artefato é um dos mais empregados no que diz respeito ao melhoramento estético da imagem pessoal, já que consegue ter um efeito muito agradável para a maioria das mulheres e de alguns homens

Com base em que isso se exemplifica muito mais falado: muitas pessoas preferem ficar bem, não importa o quanto prejudica a saúde do cabelo.

Então, o que tem que ver com o que foi exposto anteriormente sobre a ‘paradoxo’? Embora se conseguem grandes resultados sobre a imagem, a prancha para o seu cabelo também faz um enorme deterioração gradual sobre os fios e o couro cabeludo.

Leia também:  13 truques incomparáveis para conseguir cílios de impacto

Além da ‘paradoxo’ também surge uma espécie de divisão entre as pessoas que não usam a prancha para cabelo e as que sim. O pior é que ambas as partes têm argumentos fortes, o que torna muito mais complexo o assunto.

Se este aparelho ataca o bem-estar da juba, como se justifica a sua utilização? Para saber, é necessário cumprir uma série de conselhos para a sua utilização. Gosto se quiser saber um pouco mais sobre o tema.

Dicas para evitar o dano da prancha no cabelo

Empregar as coisas em excesso sempre representará um risco para o organismo, e os implementos cosméticos e estéticos, não são exceção. Assim acontece com a prancha para o seu cabelo.

Os seguintes dicas serão de grande ajuda se você é daquelas pessoas que costumam usar este artefato.

1. Proteger o couro cabeludo

cremes caseiros para alisar o cabelo

O conselho número um gira em torno da proteção do couro cabeludo, uma das zonas da pele mais frágeis no organismo.

Somado à fragilidade, o calor emanado pela prensa é muito forte, o que pode provocar queimaduras, ressecamento e altas chances de voltar quebradiças os fios.

  • Por isso, usar produtos especiais para proteger o couro cabeludo é um conselho que deve a catarse, ou sim. Existem muitos.
  • O ideal é aproximar-se um conhecedor do assunto para que nos recomende a respeito.

2. Desembaraçar o cabelo

Quantos não são vítimas de puxões no cabelo, no momento de passar a ferro? Se você que costuma fazê-lo, você vai entender perfeitamente o que se faz referência.

Isto ocorre quando o processo de engomadoria se realiza de forma brusca ou o cabelo está muito enrolado no momento de realizá-lo.

  • Além da dor, que pode chegar a sentir, este gera um grande dano.
  • A recomendação gira em torno de pentear o cabelo de forma adequada antes do engomadoria, isto com o fim de evitar nós, já que estes fazem com que os fios se quebrem com muita facilidade.
Leia também:  10 removedores de maquiagem caseiro para pele seca, oleosa e sensível

Este conselho se aplica para qualquer tipo de cabelo, já que, praticamente, todos costumam ser vítimas de embaraço.

3. Obter ou certificar-se de ter um ferro de qualidade

prancha alisadora 2

Em diversas ocasiões, as pessoas tendem a ser alvo de críticas por adquirir produtos caros ou de marcas reconhecidas.

Não obstante, no terreno dos itens de beleza esta crítica se torna obsoleta, já que a qualidade vai primeiro.

  • Um exemplo claro disso são as placas para o cabelo. Existem muitos tipos e a todo custo e de diversos estilos. O mais adequado é não se deixar levar pela estética do produto, se não por sua qualidade.
  • Nem todas as placas possuem a opção de regular a temperatura, portanto, no momento de comprar, este é o primeiro ponto que devemos considerar, para não dizer que é o mais importante.

Em caso de não passar a ferro em casa, se não em um centro de estética ou cabeleireiro, recomenda-se também perguntar que tipo de prensa é usada.

Não nos esqueçamos de que a saúde do cabelo é a primeira coisa.

error: Esse conteúdo é Protegido