Doenças Bem Estar Saúde

3 dicas para combater o problema da fadiga mental

Quem não sofreu alguma vez de fadiga mental? A fadiga mental se manifesta como uma função cognitiva potencialmente danificada e é uma das causas mais significativas de acidentes na sociedade moderna. É esse cansaço que nos impede de poder se concentrar ou poder funcionar com normalidade e que faz com que apareça a dor de cabeça, ou o esgotamento.

Como vencê-lo? Não se preocupe, nós trazemos algumas chaves que te podem servir de ajuda. Para tomar nota e coloque-as em prática para melhorar sua saúde e qualidade de vida!

Causas da fadiga mental

Quando alguém diz que está cansado, normalmente pensamos de imediato que realizou um grande esforço físico. Mas… o que acontece quando o que sentimos é um esgotamento mental?

É uma outra dimensão mais complexa. Pode-Se juntar o cansaço físico, juntamente com a tensão, os problemas do dia-a-dia, o estresse, alguns problemas específicos e, até mesmo, uma má alimentação, que nos está enfraquecendo sem que nos demos conta.

Tenha em conta que a fadiga pode se transformar em crônica e pode ser, por vezes, irreversível. Portanto, é importante identificar os fatores de risco para a fadiga crônica e a intervenção de um profissional no caso de precisarmos de ajuda médica para superá-lo.

Estas são algumas das causas pelas quais se manifesta a fadiga mental:

  • Muitas horas de trabalho.
  • Falta de um descanso reparador.
  • Presença de substâncias anormais no nosso espaço de trabalho, ou uma má ergonomia: alta ou baixa ventilação, maus odores, luz baixa, uma posição desconfortável na hora de trabalhar, maus lugares ou computadores que nos afetam a vista, etc.
  • Alterações digestivas: fome, digestão difícil, etc.
  • Perturbações emocionais: problemas em casa ou no trabalho, por exemplo.
  • Uma nutrição deficiente.
  • Pouco tempo para se dedicar.
Leia também:  10 sintomas iniciais de diabetes que você não deve ignorar

Conselhos práticos para evitar a fadiga mental

1. Define os tempos

Fadiga mental

Depois de uma jornada de trabalho intensa, quando você chegar em casa você tem a responsabilidade de alguns filhos, uma casa, uma família. Ou, talvez, você não tem nenhuma responsabilidade. Mas chegar a um momento em que todas estas obrigações podem tornar-se uma grande montanha e sentir bloqueados.

Para que isso não aconteça e que a fadiga mental não nos impeça um dia nos levantamos da cama ou enfrentar o mundo, é essencial que você defina tempos: tempos de obrigações e tempo para si mesmo.

Ter o dia de umas duas horas pelo menos para ti é essencial. Um instante de tempo para descansar e pensar em suas coisas, seus projetos, a pensar no presente que você tem agora e em como você poderia melhorar.

Dedique um tempo para sair para passear, desfrutar com os amigos, tomar um banho relaxante. Um instante também que sofre de solidão onde falar contigo, de te querer, relaxar…

2. A importância de uma boa alimentação

boa alimentação

Talvez você se surpreenda, mas o nosso cérebro precisa de uma grande quantidade de energia para funcionar bem durante todo o dia. Daí, por exemplo, se estamos seguindo uma dieta muito rigorosa, em termos de quedas, fata de energia e fadiga mental. Você deve ter isso em conta e fazer uma dieta que se adapte às suas necessidades e te dê os nutrientes que seu corpo necessita.

É recomendável que acudas a um nutricionista para aconselhá-lo sobre os alimentos mais recomendados para prevenir a fadiga mental. Além disso, é essencial que tome café da manhã, mesmo que não tenha fome. O ideal é fazer de um pequeno-almoço completo e equilibrado, que se contribua com energia suficiente para enfrentar o dia.

Leia também:  13 sinais em nosso rosto que refletem doenças

Também é muito apropriado comer algo a cada duas ou três horas: algumas nozes, avelãs, alguma peça de fruta, etc., Os frutos secos nos dão muita energia e vitalidade.

Quanto a refeições adequadas que nós possamos nos preparar é ideal, por exemplo, consumir: o atum, o salmão, os espargos, o arroz, os tomates, todos os vegetais de folhas verdes, as berinjelas e as carnes, que são magras.

Lembre-se também que para mantê-lo hidratado, deve beber água suficiente durante o dia.

3. Chaves para fortalecer o seu humor e sua motivação

A fadiga mental tem muito que ver também com a nossa motivação do dia-a –dia e está relacionada com a ansiedade e a depressão. Com essas pequenas coisas que, no final, acabam construindo “grandes problemas”.

Problemas no trabalho, alguma desavença familiar, obrigações diárias… Em suma, pouco tempo para nós, e poucos momentos em que desfrutar.

Mas as mudanças não se podem obter, de repente, de hoje para amanhã, assim que comece com coisas pequenas. Ponte alguma meta fácil de conseguir hoje mesmo: depois de trabalhar se demorar meia hora para ti.

  • Para tomar um café em uma cafeteria, para comprar um livro ou até mesmo um diário onde começar a escrever seus pensamentos. Uma coisa simples que conseguir.

Amanhã, por exemplo, considere resolver alguma coisa: dizer não a algo ou alguém que te incomoda. Eliminar aquilo que não gosta. Isto é uma verdade a alguém…tudo isto nos ajudará a aliviar cargas mentais, aquelas que nos produzem não só bloqueios, mas também cansaço mental.

Devemos evitar a fadiga mental, assim que começa a valorizar-te um pouco mais, a colocar limites, a alimentar te melhor, buscar tempo de lazer para si mesma. A felicidade se constrói dia a dia, e todos merecemos tê-la.

Leia também:  13 fatores que podem causar um parto prematuro

Por último, se quando tu sentires estes sintomas de fadiga e se tornassem constantes, não hesite em recorrer ao seu médico. Ele será quem deverá fazer as provas necessárias para um diagnóstico.

Como combater o cansaço matinal com 5 liquefeitos naturais

error: Esse conteúdo é Protegido